Armações

As armações de óculos dividem-se em duas categorias principais: as armações de acetato e as armações metálicas.

As armações de “massa”, como é comum referirmo-nos ás armações de acetato. O acetato é um material há muito tempo utilizado no fabrico de armações. Hoje existem diferentes materiais com um aspecto semelhante ao acetato, como a poliamida, a grilamide, o polipropileno, o kevlar, o acetato injetado, entre outros.

Os materiais utilizados nas Armações em Metal são variados. Regra geral, é uma liga de vários metais. Mas temos o titânio, o alumínio, o carbono, o magnésio, como os mais nobres, e logo mais caros mas representativos.
Vão sendo utilizados outros materiais, com uma expressão inferior. As aplicações em madeira (existindo mesmo óculos todos construídos em madeira), em ouro (regra geral, camadas aplicadas sobre outro metal/liga), a prata, a pele…também como os mais alternativos.

As mesmas armações distinguem-se em 3 tipos:

  • A armação toda completa, em que a ocular cobre todo o bordo da lente.
  • A armação nylor, em que parte do bordo da lente está a descoberto . Neste tipo de armação, a lente apresenta uma ranhura, em todo o bordo, onde encaixa o fio de nylon que sustenta a lente, numa parte da lente ( a parte a descoberto). A restante parte da lente encaixa numa calha que a armação têm. Podem ser em metal ou acetato.
  • A armação grife. Neste tipo de armação, em geral, o bordo da lente está completamente a descoberto. As lentes são fixas à armação através de furos nas mesmas. Podem ser em metal ou acetato.
    São comuns modelos de armações que misturam o conceito nylor com o conceito grife.

Algumas dicas a ter em conta na escolha da armação.

  • O peso da armação, porque será suportado pelo nariz. O material das lentes terá importância capital neste aspecto.
  • O material. Um óculo em acetato é mais visível e carateriza mais a imagem de quem o usa. É também este material, que pela espessura do mesmo, mais adequado para  camuflar a espessura das lentes.
  • O comprimento das hastes. Se demasiado curto, o óculo não ficará adaptado nas condições necessárias atrás da orelha.
  • A ponte do óculo. É a zona que une as duas oculares. A ponte não permite afinação nas armações em acetato, pelo que a largura da mesma é importante, para evitar desconfortos e incómodos futuros. Nas armações em metal, essa dificuldade é mais reduzida, porque permite efetuar afinação nas plaquetes (pequenas peças móveis plásticas que encostam ao nariz) para as ajustar á forma e largura do nariz.
  • O formato da ocular. Talvez o aspecto mais importante, porque refere-se á estética do individuo. Na hora de escolher que óculos deve comprar, deve ter em conta o seu rosto, mas também o gosto pessoal. Muitas vezes vemos pessoas cujos óculos ficam mal na cara por todas as razoes, menos por uma. Essa pessoa gosta e não quer opinião de terceiros. De resto é importante que saiba que se usar uma armação com os traços rectos ,linhas retas você estará a passar uma imagem mais intelectual,séria e formal. Caso use linhas arredondadas passara uma imagem mais romântica,cuidadosa e meiga. No entanto, e se usar uma linha mais assimétrica,com lentes espelhadas e/ou coloridas passará uma imagem mais alegre,despojada e casual.
    Se tiver a cara redonda não deve usar óculos redondos, se for quadrada não deve usar óculos quadrados, e por aí fora.
    Deve tomar em conta que ao escolher uma armação, esta deve “contrariar” a forma do seu rosto, mas de forma harmoniosa. Tome nota de que muito embora os óculos sejam para ver bem e corrigir ou compensar emetropias, estes são também um acessório importante no complemento da sua imagem.

 

A figura anterior ilustra os diferentes tipos de face anteriormente mencionados.